Meia Maratona de Pomerode

E aconteceu a 6ª Meia Maratona de Pomerode. Depois de muito treino e muita expectativa chegou o dia da corrida alvo do segundo semestre para provar que o ditado mais verdadeiro do esporte continua no primeiro lugar.

Treino é treino, jogo é jogo.

Ou no nosso caso, prova é prova. Eu havia feito alguns treinos longos de 16k, 18k e 21k e cheguei super bem em todos eles. Na prova, entretanto, cheguei morto.
meia-maratona-de-pomerode-medalha
Acontece que nos treinos eu tive alguns privilégios que não me foram concedidos na prova, como escolher o melhor horário quando eu não teria sol e poderia correr num clima fresco, parar para ir ao banheiro (escondido num matinho inocente), tomar meu isotônico quando me desse vontade, fugir dos morros escolhendo percursos mais planos e outras coisas mais.

Na prova não rola tais privilégios.

O dia amanheceu com céu azul e quase sem nuvens?
A largada é as 8h e antes das 9h, quando você está lá pelo 12km já está fazendo 31°C?
A organização escolheu os últimos 2km para colocar 3 morros morros seguidos?
Não tem mimimi nem mumumu, levanta e vai correr seus 21k.
meia-maratona-de-pomerode-clima
Soma-se aí os meus erros que foram meus. Não levei meu próprio isotônico, bebi pouca água no percurso porque me senti com vontade ir ao banheiro e não fiz nenhum pitstop, alimentação e hidratação errada na véspera, etc.

Treino é treino, prova é prova

Minhas considerações gerais sobre a minha corrida?

Sensacional!!

Eu não poderia ter feito uma estreia melhor em uma Meia Maratona. Tudo que eu precisava era de uma corrida assim para me faze respeitar ainda mais este esporte. Me fazer ver que não devemos subestimar as distâncias, o clima, as recomendações dos corredores e treinadores mais experientes. Que não devemos superestimar nosso corpo e resultados conseguidos até o dia da prova, porque cada dia é um dia.

Não que eu tivesse feito tudo isso antes, pelo contrário, sempre respeitei demais tudo isso e sempre levei toda a preparação muito à sério.

É que uma corrida assim vem para mostrar que estou trilhando bem a minha jornada, no caminho do aprendizado contínuo que nunca acaba, que somos aprendizes num mundo vasto; que cada um, seja quem for, sempre tem algo para nos ensinar todos os dias à cada encontro. Que devemos apreciar e aproveitar cada aprendizado, cada momento.

Tomei a liberdade de criar um grupo no Facebook, para quem já participou e/ou pretende participar da Meia de Pomerode, participe.

Organização

Muitos pontos positivos, o principal foi fazer medalhas diferentes para a Meia Maratona e Corrida Rústica (6k). Acho essa diferenciação bastante justa e deveria se tornar moda entre os organizadores, moda que seria bem vinda.

O percurso estava um pouquinho só maior. Vários corredores relataram o mesmo, além da vencedora da Meia que conversou comigo e confirmou que o seu GPS também deu acima de 100m para mais.

Mas tudo bem, a gente sabe que o GPS não é 100% e noves-fora-nada achei muito justo.

Ainda sobre o percurso, a gente sabe que a nossa região é ruim de ser plana, é difícil achar um lugar sem morros. Acontece que esse percurso não precisava dos 2 morros no último km. Fiquei sem entender aquele desvio da rota principal. Não me ocorre nada que justifique sair daquela avenida para subir aqueles morros, a menos que tenha sido alguma imposição da prefeitura.

O tão prometido chopp chopp na chegada não foi suficiente para todos os corredores, quem chegou com +/- 2h de prova ficou na fila e tomou o choppinho, depois disso, já era. Da minha parte, sem problemas, mas muita gente chiou.

O dia anterior

A retirada do Kit foi bastante organizada, a camiseta deixou a desejar, mas isso é bastante pessoal. E pessoalmente eu não gosto do tecido “crepado” que virou moda usar nas camisetas e não corro com elas. Mas muita gente comemorou por ela não ser mais de algodão.

Eu comprei uma de algodão do ano passado e adorei, camiseta “casual” show. Achei que faltou animação na largada, o locutor era xoxo, não teve a tradicional buzina de largada e nem fogos que sempre emocionam à todos e sempre fazem a Bianca chorar emocionada.

Não fui, mas ouvi criticas ao jantar de massas, sendo a maioria delas sobre o local que era pequeno e acanhado demais para o volume do evento.

Corrida Alemã

Nada além do marketing tão eficiente dos secretários de turismo da região que conseguiram até mesmo inventar um tal “Vale Europeu” onde eu moro. Quatro músicos formando uma “pandinha” tocando na largada e depois no 8k. Na chegada a “pandinha” tocando acanhadamente, o chopp e…. e…. e o que mais de alemão mesmo? Ahh o marketing.

Eu já corri algumas provas Corre Brasil e elas sempre estão entre as melhores aqui de Santa Catarina, o pessoal não brinca e cuida dos detalhes com muito carinho e atenção mesmo. Tenho certeza de que não foi fácil organizar um evento desse porte numa cidade como Pomerode e só por insistirem nisso a Corre Brasil merece os nossos parabéns.

medalha-meia-maratona-de-pomerode

About JosaJr

Um sujeito que mede o seu próprio sucesso pelo que inspira outras pessoas a fazerem de bom pelas suas vidas. Um eterno sonhador, corredor, artesão, cozinheiro, fly fisherman, criador do Endorfine-se, portal multi esportivo para quem corre ou pedala na rua e na montanha. Um belo dia resolveu levar uma vida mais saudável e perdeu 28kg em 5 meses e agora quer dividir com todo o mundo o que aprendeu e ainda vai aprender \o/

JosaJr

Um sujeito que mede o seu próprio sucesso pelo que inspira outras pessoas a fazerem de bom pelas suas vidas. Um eterno sonhador, corredor, artesão, cozinheiro, fly fisherman, criador do Endorfine-se, portal multi esportivo para quem corre ou pedala na rua e na montanha. Um belo dia resolveu levar uma vida mais saudável e perdeu 28kg em 5 meses e agora quer dividir com todo o mundo o que aprendeu e ainda vai aprender \o/

4 comentários em “Meia Maratona de Pomerode

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *